I actually do...

Sábado, 30 de Janeiro de 2010

"Só por costume social deveremos desejar a alguém que seja feliz; às vezes por aquela piedade da fraqueza que leva a tomar crianças ao colo; só se deve desejar a alguém que se cumpra: e o cumprir-se inclui a desgraça e a sua superação."

 

Agostinho da Silva, in Textos e Ensaios Filosóficos

seria bom se: todos (e eu) se cumprissem.
música: James Morrison - Please don't stop the rain
publicado por Raquel às 19:47
link do post | comentar | favorito

Sábado, 23 de Janeiro de 2010

"Sem poder suportar mais o chador, Tomás despiu-o com impaciência, livrou-se daquele incómodo fardo e atirou-o para o chão. Sentiu a brisa marítima acariciar-lhe o rosto transpirado e despentear-lhe o cabelo revolto; cerrou os olhos e voltou a face para o céu, como se esperasse que a aragem lhe trouxesse um beijo. Aliviado, as narinas inalando o aroma salgado da redenção, os pulmões enchendo-se com a maresia fresca que flutuava no ar, os pés enlaçados na baba branca depositada pela espuma da água, encarou aquele sopro do vento como se fosse o hálito puro de Deus, o murmúrio suave da natureza a acolhê-lo, um gesto mimado de doce ternura de mãe, sabia que era a liberdade que por fim o abraçava."

 

José Rodrigues dos Santos, in A Fórmula de Deus [p. 241]

seria bom se: fosse livre!
música: Queen - I want to break free
publicado por Raquel às 17:02
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2010

"Quem vive na tranquilidade, que seja mais activo; quem vive na actividade deve encontrar tempo para descansar. Segue a natureza: ela te lembrará que fez o dia e a noite."

 

Séneca

seria bom se: tivesse mais tempo!
música: Everlast featuring Santana - Put your lights on
publicado por Raquel às 11:00
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Janeiro de 2010

 

 

***

 

Aguardar até saber o bastante para agir com toda a luz é condenar-se à imaturidade.

 

Jean Rostand

publicado por Raquel às 12:01
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 8 de Janeiro de 2010

Acaso 

 

No acaso da rua o acaso da rapariga loira.
Mas não, não é aquela.

 

A outra era noutra rua, noutra cidade, e eu era outro.
Perco-me subitamente da visão imediata,
Estou outra vez na outra cidade, na outra rua,
E a outra rapariga passa.

 

Que grande vantagem o recordar intransigentemente!
Agora tenho pena de nunca mais ter visto a outra rapariga,
E tenho pena de afinal nem sequer ter olhado para esta.

 

Que grande vantagem trazer a alma virada do avesso!
Ao menos escrevem-se versos.
Escrevem-se versos, passa-se por doido, e depois por gênio, se calhar,


Se calhar, ou até sem calhar,
Maravilha das celebridades!

 

Ia eu dizendo que ao menos escrevem-se versos...
Mas isto era a respeito de uma rapariga,
De uma rapariga loira,
Mas qual delas?
Havia uma que vi há muito tempo numa outra cidade,
Numa outra espécie de rua;
E houve esta que vi há muito tempo numa outra cidade
Numa outra espécie de rua;
Por que todas as recordações são a mesma recordação,
Tudo que foi é a mesma morte,
Ontem, hoje, quem sabe se até amanhã?

 

Um transeunte olha para mim com uma estranheza ocasional.
Estaria eu a fazer versos em gestos e caretas?
Pode ser... A rapariga loira?
É a mesma afinal...

Tudo é o mesmo afinal ...

 

Só eu, de qualquer modo, não sou o mesmo, e isto é o mesmo também afinal.

 

Álvaro de Campos, in Poemas

publicado por Raquel às 12:25
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 5 de Janeiro de 2010

"Somos feitos de carne, mas temos de viver como se fôssemos de ferro."

 

Sigmund Freud

seria bom se: fôssemos menos humanos ainda!
música: David Fonseca - Superstars
publicado por Raquel às 12:37
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
20
22

24
25
26
27
28
29

31


últ. comentários
Gostei. Muito!
Pois é... O Kant e o Cícero sabiam muito destas co...
Não ligues ao que essa senhora diz, a sério...
"Já não a amo, é verdade, mas tanto que eu a amei....
"e até a alma está húmida..." *
Florbela, será pedir assim tanto?...
Apenas dar por dar.
Digo e repito-me...Don't be like that, dear friend...
Dona Raquel, dona Raquel...Precisamos as duas de a...
Também tenho saudades dessas, todos os dias...E é ...
subscrever feeds

blogs SAPO


Universidade de Aveiro